Wiki Doki Doki Literature Club!
Advertisement



Yuri (ユリ) é uma das cuzonas principais de Doki Doki Literature Club! e um dos cinco membros do Clube de Literatura, além de ser uma das três personagens para quem o jogador pode escrever poemas.

Aparência[]

Yuri é uma garotinha amostradinha que não gosta de sua vida e fica de viadagem para expressar maturidade e sofisticação. Ela é uma estudante, tem cabelos longos, lisos e roxos escuros e olhos roxos claros, e ela usa presilhas roxas em ambos os lados da cabeça, posicionadas sobre duas mechas de cabelo proeminentes ao lado de sua franja. Enquanto na escola, ela usa o uniforme escolar feminino padrão que consiste em um blazer marrom cinzento quente totalmente abotoado e fora da calça, colete marrom, camisa branca ligeiramente desabotoada na gola e dobrada, fita vermelha, saia plissada azul escura, meias brancas até o joelho, e chinelos uwabaki brancos com pontas azul-celeste.

Enquanto está fora da escola, ela usa um suéter bege de manga comprida com legging preta. A protagonista descreve seus movimentos como surpreendentemente elegantes devido às suas longas pernas cabeludas.

Yuri é a personagem feminina mais alta do jogo, medindo 1,68m no estágio de conceito do jogo, de acordo com Dan Salvato . Ela também é a mais desenvolvida fisicamente, aumentando seus traços de maturidade e insegurança.

Personalidade[]

Yuri é retratada durante a maior parte do jogo como sendo tímida, generosa, educada, apologética, muito inteligente, madura, eloquente e apaixonada pelos assuntos que lhe interessam, embora também seja muito insegura, estranha e tenha tendência a agir ligeiramente condescendente e paternalista para mascarar suas dúvidas. Sua fachada de passividade e natureza sensata ocasionalmente quebra, no entanto, quando Yuri discute apaixonadamente e agressivamente com Natsuki sobre suas opiniões divergentes sobre estilos de escrita e tipos de literatura. Yuri tem um desejo profundo de ser querida pelos outros e tem medo de falar o que pensa sobre certos assuntos, pois acredita que isso a fará parecer desagradável. Devido à sua inépcia social, ela pode ser inocentemente insensível, mas quando percebe que o que disse pode ser considerado rude, ela quase imediatamente pede desculpas, dizendo repetidamente que não foi isso que quis dizer. Conforme afirma a protagonista, Yuri gosta de pensar antes de dizer algo.

Yuri prefere se misturar ao cenário do que atrair atenção indesejada. A atribuição também se deve ao fato de ser tímida em discussões além de sua categoria de interesse, sendo seus interesses literatura, terror e surrealismo geral, que ela examina e articula habilmente e incentiva outros a seguirem também. Durante o Ato 1, Natsuki e Yuri entram em um debate sobre seus diferentes estilos de escrita. Escolher ficar do lado de Natsuki fará com que Yuri se afaste do jogador, e se o protagonista tentar ler seu poema para Yuri, ela não responderá, o que fará com que o protagonista decida que é melhor deixá-la em paz. Se o jogador pedir Sayori para difundir a situação, Sayori elogiará Yuri e Natsuki por sua escrita, aparência e capacidades. Esta estratégia irá satisfazer ambas as meninas, mas também as deixará envergonhadas.

O amor de Yuri pelo surrealismo parece prenunciar outros eventos do jogo, com os olhos surrealistas de Yuri e a mudança repentina do jogo para o terror após o suicídio de Sayori. Yuri prefere poesia que usa simbolismo metafórico e gosta de colecionar facas ornamentadas incomuns, que supostamente podem ser usadas para automutilação. Os resumos detalhados do romance Retrato de Markov no primeiro e segundo atos, ao levar em conta também as referências dispersas dos diálogos, acabam remontando à sua natureza instável e personalidade desequilibrada.

Yuri tem muito orgulho de sua poesia e a considera superior à dos outros membros do clube, especialmente Natsuki. De acordo com Dan Salvato [carece de fontes], este é um mecanismo de enfrentamento para sua profunda insegurança e dúvida, convencendo-se de que ela é sofisticada e madura e que seus críticos ou rivais são imaturos e infantis. Isso pode fazer com que ela pareça arrogante e paternalista para quem não conhece. Esse desejo de parecer intelectual se reflete em seu estilo poético. Seus poemas são tão cheios de metáforas e linguagem avançada que o significado muitas vezes é obscurecido ou até mesmo perdido. No Diálogo com Monika, enquanto fala sobre o hábito de Yuri de beber chá enquanto lê, Monika se pergunta se Yuri é tão apaixonada por certos assuntos quanto ela diz, ou se ela está "apenas preocupada sobre parecer sofisticado para todos os outros."

Yuri tem dificuldade em fazer e manter amigos, pois tende a ser muito forte, devido ao seu intenso desejo de ser amada. Ela costumava ser julgada por sua aparência e maneirismos, fornecendo outra explicação possível para o motivo de ela se isolar em seu estilo de vida introvertido. Ela é, no entanto, uma pessoa generosa e carinhosa, exemplificada por ela ao dar um exemplar de "Retrato de Markov" ao protagonista e por levar chá ao Clube de Literatura para ajudar a acalmar a mente e ajudar a manter o foco durante a leitura.

Durante o Ato 2, Monika amplifica os traços negativos de personalidade de Yuri, fazendo com que sua paixão pelo protagonista se torne uma obsessão doentia. A certa altura, Yuri admite que se toca com a caneta que ela pegou dele, e seu hobby já existente envolver a coleta de facas torna-se um amor pela automutilação, a ponto de Monika sugerir que Yuri se corte por causa de um fetiche. Isso também faz com que ela se torne invasiva e condescendente com os outros membros do clube, perguntando a Natsuki "Por que você não procura moedas embaixo da máquina de venda automática?", o que faz Natsuki chorar e fugir. Em uma ocasião, Yuri mostra um poema ao protagonista com manchas de sangue e resíduos, dizendo-lhe que ela 'colocou seu perfume nele'. Yuri então perceberá o que realmente fez e sairá do clube, afirmando que vai vomitar.

Se todos os três poemas forem escritos para Yuri no Ato 2, a cena em que Yuri é descoberto se cortando acontecerá mais uma vez, mas depois mostrará Yuri com olhos vazios e um sprite brilhante. Depois disso, ela ficará um pouco perturbada, mencionando que teve um sério déjà-vu. Ela então falará sobre como sempre desprezou e como ficou um pouco entusiasmada com certos assuntos que a levaram a se isolar de outras pessoas. Ela então pergunta ao jogador sobre Monika e como ela está mudando de uma garota doce para uma mais manipuladora. Mas então, ela afirmará que eles finalmente estão sozinhos, longe da “língua viscosa de Monika” e de Natsuki que é uma “criança patética”. Então, ela tentará convencer o personagem principal a ficar com ela, e parecerá abertamente excitada, com pupilas com falhas aleatórias. O sprite de Monika também desaparecerá lentamente, cobrindo Yuri enquanto seu diálogo continua.

Yuri reconhece que algo está errado com ela e que seus comentários e comportamento são inadequados, o suficiente para sentir que algo ruim vai acontecer apesar de sua felicidade. Em última análise, ela é incapaz de controlar suas explosões obsessivas, não importa o quanto tente. Chega a um ponto em que, após confessar seu amor ao protagonista, ela se mata a facadas, independentemente de o jogador aceitar ou rejeitar seu amor. O corpo de Yuri fica em decomposição por três dias e é então descoberto por Natsuki, que imediatamente vomita e foge. Quando ela é descoberta por Monika, os arquivos de Yuri e Natsuki são excluídos, levando ao Ato 3.

Palavras preferidas[]

Ato 1

·         Pós-imagem, Agonizante, Ambiente, Análise, Ansiedade, Expiar, Aura

·         Respirar

·         Gaiola, Cativo, Clímax, Contaminação, Cobiça, Carmesim

·         Desejo, Desprezo, Destino, Determinação, Desastre, Desordem, Desorientado, Renegar, Sonho

·         Refulgente, Eletricidade, Entropia, Essência, Eternidade, Existência, Explodir, Extremo

·         Fester, Inconstante, Fugir, Assustador

·         Cemitério

·         Paraíso, Horror

·         Imaginação, Incapaz, Incongruente, Infalível, Inferno, Infinito, Intelectual, Insight

·         Jornada, Julgamento

·         Paisagem, luxúria

·         Massacre, Escasso, Melancolia

·         Filosofia, Prazer, Retrato

·         Pergunta

·         Pingos de chuva

·         Secreto, Sensação, Starscape, Suicídio

·         Tenaz, Tempo

·         Estranho, Incontrolável, Interminável, Universo, Descontrolado, Instável

·         Variação, Vertigem, Vibrante, Vitalidade, Vivaz, Vívido

· suicidio

Ato 2

Essas palavras são adicionadas à lista de palavras de Yuri durante o Ato 2.

·         Sozinho

·         Quebrado

·         Calma, Chora

·         Escuro, Devaneio, Morte, Derrota, Depressão

·         Abraço, Vazio

·         Medo, Perdoe

·         Pesar

·         Esperança, sem esperança, ferida

·         Alegria

·         Miséria, infortúnio

·         Dor, Paz, Oração

·         Rosa

·         cicatrizes, vergonha

·         Lágrimas, tragédia

·         Não correspondido

Citações[]

Nota do editor: Se você quiser adicionar uma citação a esta página, certifique-se de que ela vem de uma versão não modificada do jogo.

Ato 1, Dia 1

Meus favoritos são geralmente romances que constroem mundos de fantasia profundos e complexos.

O nível de criatividade e habilidade por trás deles é incrível para mim.

E contar uma boa história em um mundo tão estranho é igualmente impressionante.

Histórias com elementos psicológicos profundos costumam me imergir também.

Não é incrível como um escritor pode tirar vantagem tão deliberadamente de sua própria falta de imaginação para deixá-lo completamente desnorteado?

Mas se uma história me faz pensar, ou me leva para outro mundo, então eu realmente não consigo largar.

O horror surreal costuma ter muito sucesso em mudar a maneira como você vê o mundo, mesmo que apenas por um breve momento.

Você deve estar disposto a se abrir para seus leitores, expondo suas vulnerabilidades e mostrando até o mais profundo do seu coração.

Curiosidades[]

·        No segundo dia do jogo, Yuri descreve o livro que empresta ao protagonista, que também prenuncia os eventos sombrios que acontecerão no jogo. No entanto, no segundo dia do Ato 2, sua descrição do livro muda drasticamente, tornando-se cada vez mais um romance de terror, muito parecido com o próprio jogo.

·        Apesar de ter uma grande coleção de facas, Yuri se esfaqueia com uma faca de cozinha grande e simples, em vez de uma intrincada e exótica. Dan Salvato confirmou em um Reddit AMA que isso é um erro artístico.

·        O arquivo de Yuri está escrito em Base 64. Ele pode ser decodificado em uma história.

·        A versão de Yuri da música "Ok, todos!" apresenta um tom significativamente diferente em comparação com o resto do Clube de Literatura; apresenta uma harpa e violoncelo para simbolizar sua natureza sofisticada e estilo poético. Sua versão também é visivelmente mais retraída, também refletindo sua personalidade violeta encolhida.

·        Yuri sofre de dores nas costas frequentes. A protagonista assume (ou, possivelmente, finge assumir) a causa para ser sua "má postura de leitura". Conversas anteriores com Yuri, bem como sua estranheza que levou a sua suposição, implicam que é devido aos seios grandes.

·        Uma evidência leva à suposição de que Yuri é um dos dois personagens (o outro sendo Monika) a ter uma voz associada a eles, mas também ser o único personagem do jogo a não ter uma conexão explícita com o indivíduo creditado ( Jillian Ashcraft ). Durante a confissão de Yuri ao protagonista no Ato 2, " 10-yuri.ogg" tocava e continha risadinhas de uma mulher representando o estado mental desequilibrado de Yuri. Como a conexão entre os vocais, Yuri e Ashcraft não é explícita, não se pode determinar se foi de Ashcraft ou de outra pessoa lançando o som sob uma licença gratuita.

·        Na arte do menu principal, Yuri parece ter dois pés direitos. Este é provavelmente um erro artístico.

·        Na cena em que Yuri está se esfaqueando, o cabo da faca é preto, mas quando vemos seu cadáver no chão o cabo parece ser marrom. Isso é um erro artístico ou porque o cabo ficou coberto de sangue seco.

. O nome Yuri está escrito em katakana (ユリ), que não tem nenhum significado especial. No entanto, quando escrito em kanji (百合), pode significar "lírio".

. O gênero de livro favorito de Yuri é Fantasia.

. Na história paralela Amor Próprio, é dito que o sabor de sorvete favorito dela é a combinação de chocolate e framboesa.

. É confirmado na história paralela Reflexão que Yuri é canhota.

. O sabor de cupcake preferido de Yuri é Chá Verde, que foi revelado na história paralela Amor Próprio.

Referências[]

1.   ↑ Declaração de idade de Dan Salvato no subreddit Discord

2.   ↑ Altura do conceito e declaração sobre a altura do cânone

3.   ↑ Tweet de Satchely (artista de personagens de DDLC) sobre as cores de cabelo de Monika e Sayori

Advertisement