FANDOM



Aviso: O seguinte artigo contém spoilers.
Recomendamos zerar o jogo primeiro antes de iniciar a leitura.


Oktemplate

Depois de deletar todas as personagens do jogo, Monika agora é a única existência além do jogador em uma sala no espaço, a sala do clube de literatura. Ela explica tudo que aconteceu até o ponto que ela fez. Ela zerou jogo, e ela está consciente que está presa ao jogo.

Ela confessa que ela tornou a doença mental de Sayori mais severa, causando seu súbito suicídio, e que ela maximizou as tendências obsessivas de Yuri. Ela também explica que o fez porque achava que isso faria com que o jogador passasse mais tempo com ela. Os eventos que acabaram acontecendo não foram o que ela planejou; houve mais erros que ela involuntariamente fez desde que Monika não levou em conta as coisas que aconteceriam se ela mexesse nos arquivos de personagem. Também é notado que, neste momento, você não pode mais salvar ou carregar o jogo, e todas as gravações anteriores que você teve são apagadas. Se você tentar salvar, aparece uma mensagem dizendo: "Não há mais necessidade de salvar o jogo, não se preocupe, eu não vou a lugar nenhum", presumivelmente da Monika.

Depois de explicar isto ao jogador, e como ela deletou as outras, ela exclama o seu amor e o jogador não tem escolha a não ser aceitar a sua confissão. Neste ponto o jogador poderá escolher dentre duas opções:

  • Não fazer nada e ler as linhas do diálogo com a Monika (ela repete as suas falas depois de falar tudo que está no roteiro).
  • Excluir o arquivo da Monika da pasta de personagens.

Se você escolher a segunda opção, Monika será deletada, e sua consciência ainda existirá. Após um breve diálogo, ela vê o que fez de errado. Então ela vai e cria um novo jogo, onde ela não existe, indo para o Ato 4.